domingo, 3 de fevereiro de 2013

A bicicleta é uma ponte para você mesmo

  Sair de bicicleta, com o destino traçado, outra cidade, um lago, um rio, uma cascata, ou até mesmo uma árvore grande perdida em qualquer canto desse sertão quase pelado.  


   Sair sem destino, é bom também, assim é que se encontra caminhos perdidos e os lugares que ainda não conhecemos.



   É saindo sem destino, que nos deparamos com a outra viagem, a viagem interior, aquela que traz o autoconhecimento. 
   Em cima de uma bicicleta, é possível amenizar muitas das coisas que assolam nosso dia a dia. Na bicicleta entramos em contato com entidades comuns e ao mesmo tempo distantes de nós.
  Entidades como a alegria, a paz e a beleza, juntas em coletividade tem o status de "evento".
  E não podemos perder este evento por nada.